Mike Portnoy: "eu baixo músicas o tempo todo"

Posted by Jhon Olliver On quinta-feira, 1 de setembro de 2011 1 Comentários



Brian Rademacher do Rock Eyez conduziu uma entrevista com o baterista Mike Portnoy (Adrenaline Mob, Dream Theater, Avenged Sevenfold). Alguns trechos da conversa seguem abaixo:

Rock Eyez: Eu ouvi relatos de fãs, dizendo que eles não estão encontrando o CD do Adrenaline Mob.
Mike Portnoy: Você pode comprá-lo em meu site, também vamos disponibilizá-lo em shows da banda. Pretendemos mudar essa situação, por que ainda estamos em turnê com Godsmack, será diferente quando fizermos nossos próprios shows. Nós não queremos esperar até o álbum completo, que sairá no próximo ano. É apenas questão de tempo até lançarmos. Nós não queremos esperar.


R.E.: Você acha que o caminho ficou mais fácil, com os downloads?
Mike Portnoy: Eu acho que sim, eu penso em um mundo perfeito, para ambos os lados. Lembro-me do último álbum com o Dream Theater, eu queria que fosse lançado rapidamente: "Vamos lançar o álbum agora, vamos disponibilizá-lo para download e ainda podemos vender um disco com uma edição especial e um disco com bônus. Três meses na estrada, ainda pode-se fazer muita coisa, mas vamos mostrar para os fãs agora". Eu acho que nós estamos usando essa mentalidade com o lançamento do Adrenaline Mob. Pessoas de todo o mundo conseguem informações aqui e agora, em tempo real. O download tem seu lado negativo, mas também seu lado positivo. Eu sinto que a música é feita para ser ouvida imediatamente. Como fã, eu baixo músicas o tempo todo, porque quando estou sentado em um hotel pela manhã, lendo sobre uma banda que eu quero conhecer, eu não quero esperar até o dia seguinte para ir a uma loja de música procurar pelo disco. Eu ainda compro CDs porque eu sou um colecionador.

R.E.: Como você compara a indústria de hoje com a do passado?
Mike Portnoy: Nossa, é um mundo diferente. Quando eu assinei meu primeiro contrato em 1988, era completamente diferente. Todo o sucesso de uma banda era baseado na MTV, e isso contruía ou destruíua uma banda. Nosso primeiro álbum, nós não gravamos nenhum vídeo-clipe e corríamos o risco de ser enterrados e cair no esquecimento. Alguns anos mais tarde fizemos o nosso segundo disco com a Atco, que tínhamos um contrato de sete álbuns, que durou 15 anos de nossa carreira, foi o álbum que fizemos um vídeo que foi divulgado na MTV e anunciado nas rádios, ainda estávamos em turnê, o que fez a maior diferença. Naquela época se você conseguisse vender... uma banda como o Dream Theater em 1992, vender meio milhão de cópias. Hoje em dia as "Madonnas" e "Gagas", nem sequer vendem como o Dream Theater vendia. Recentemente, vi esta citação, por isso refrisei, foi uma coisa engraçada e verdadeira. "Nos velhos tempos, haviam centenas de bandas vendendo milhões de discos, hoje em dia há milhões de bandas vendendo centenas de discos". É a verdade, a indústria tem tanta música e tantas bandas que é difícil fazer com que elas atinjam vendas como antigamente. É um mundo diferente agora.



Comentários
1 Comentários

1 Comentários:

Zakk disse...

Ola amigo.. é o Zakk... que tipo de parceria vc quer? deixo vc a vontade para divulgar meu blog... abraço!!!

Postar um comentário